Coronavírus (COVID-19) e o Impacto no Mercado

Coronavírus (COVID-19)

O Coronavírus estabeleceu um regime de terror e caos nas últimas semanas. Seu alto grau de contágio e capacidade de superlotar estruturas foi o suficiente para fazer com que vários países parassem totalmente suas atividades e entrassem em quarentenas.

No Brasil o vírus demorou um pouco mais para chegar e mesmo assim nós já estamos vivendo o regime de quarentena. Tudo isso apenas para conter a disseminação do vírus.

Claro, poderíamos falar por horas aqui sobre esse assunto, mas nós certamente não somos a opinião profissional que você precisa ouvir. Nosso foco aqui é continuar fazendo o nosso trabalho da melhor maneira possível.

Dado este contexto, falaremos hoje sobre como o Coronavírus (COVID-19), impactará o mercado de forma geral. Preste muita atenção, pois o entendimento deste texto poderá te ajudar muito durante essa pandemia.

Confira: 

O Impacto do Coronavírus no Mercado Financeiro

Em todos os locais do mundo a Bolsa de Valores está sofrendo uma forte queda. Para você ter ideia do que estamos falando, a IBOVESPA já caiu 38% em 2020, e praticamente toda essa queda aconteceu em decorrência do Coronavírus.

O mesmo padrão se mantém ao redor do mundo e faz com que os ativos financeiros fiquem cada vez mais baratos. O mercado está sofrendo muito neste curto prazo.

Isso acontece porque estamos passando por uma fase de extrema incerteza, aliada a medidas drásticas que estão sendo tomadas por vários países.

De fato, indústrias estão sendo obrigadas a operar em capacidade mínima, comércios estão sendo fechados e a demanda está muito cada vez menor, afinal, ninguém quer gastar dinheiro neste momento.

Em decorrência disso o mercado financeiro acaba reagindo negativamente, já que ele tenta prever os acontecimentos que se irão se manifestar no mundo real nas próximas semanas e meses.

Além disso, a queda vertiginosa da Bolsa de Valores faz com que mais pessoas comecem a vender seus títulos, o que acaba gerando uma histeria popular.

No fim das contas, o mercado está caindo e deve seguir esta tendência nos próximos dias. Empresas ficarão depreciadas temporariamente e quem possui dinheiro na Bolsa irá amargar a perda dele por um bom tempo.

O Impacto do Coronavírus no Mercado “Real”

Coronavírus (COVID-19)

O Mercado Financeiro acaba se mantendo um pouco distante do mercado “real”, se é que assim podemos dizer.

Isto é, as mudanças bruscas que acontecem no cenário econômico não impactam diretamente o nosso dia-a-dia neste exato momento.

Isso quer dizer que os impactos do Coronavírus são completamente diferentes dependendo do ponto ao qual estamos analisando.

Para se ter uma ideia do que estamos falando, veja algumas consequências básicas desse vírus no mundo dos negócios:

  • Redução significativa da capacidade produtiva;
  • Redução da demanda;
  • Diminuição dos valores arrecadados com vendas;
  • Cancelamento de negócios;
  • Redução de investimentos;
  • Aumento de dívidas (As contas não vão parar de chegar);
  • Perda de funcionários (Algumas pessoas ficarão doentes);
  • Entre outros.

Uma coisa é certa:

O impacto sofrido pelo Coronavírus irá mudar o nosso mercado por alguns meses.

Aqueles que não se mantiveram preparados ao longo do tempo terão muitas dificuldades de passar por essa fase, afinal, nós não sabemos quanto tempo isso irá durar.

Imagine um pequeno comerciante que será obrigado a manter sua loja fechada durante 30 dias ou até mais.

É natural que ele fique sem recursos e tenha que fechar o seu estabelecimento. Isso vai se repetir com diversos negócios e a menos que o governo adote alguma atitude para mudar isso, você pode ter certeza de que o mercado irá ter diversos negócios entrando em falência da “noite para o dia”.

Quais são os possíveis impactos do Coronavírus nos negócios nos próximos meses

Quando falamos sobre o Coronavírus no mundo dos negócios precisamos compreender que estamos vendo apenas a ponta do Iceberg.

Todos os efeitos da disseminação massiva desse vírus irão ser sentidos nos próximos meses.

Alguns exemplos do que deve acontecer são:

  • “Quebra” de pequenas empresas que não possuem caixa;
  • Diminuição dos investimentos enquanto não houver uma certeza de controle;
  • Redução da demanda por produtos nos próximos meses;
  • Diminuição do Turismo;
  • Recessão;
  • Demissões;

Não há dúvidas de cada um desses elementos pode impactar diferentes modelos de negócios. Sem dúvidas, ninguém permanecerá intocável por esse problema.

Contudo, se faz necessário entender que o Coronavírus está muito longe de ser um problema gigantesco no que diz respeito a mortalidade ou até mesmo a contaminação. Os próprios dados da doença comprovam isso.

O grande problema é que devido a suas características (hospedeiros assintomáticos), a contaminação pode vir a aumentar e o sistema de saúde ficará sobrecarregado.

De qualquer modo, isso irá passar cedo ou tarde. Portanto, não há motivos para se desesperar.

Como saber se o meu negócio pode ser afetado pelo Coronavírus?

Muitas pessoas têm dúvidas nesse momento sobre o fato de seus próprios negócios serem ou não serem afetados pelo Coronavírus. 

A grande verdade é que não haverá sequer um negócio que não será afetado de alguma forma pelo Coronavírus, seja em maior ou menor grau.

Os negócios físicos irão fechar temporariamente devido a medidas protetivas e apenas farmácias, hospitais, mercados e supermercados ficarão abertos. 

Já os Negócios Online tendem a ser menos afetados no Curto Prazo, mas também não vão conseguir se livrar da influência da Pandemia por muito tempo.

A tendência é de que inicialmente as pessoas não mudem seus hábitos online, mas em pouco tempo elas passarão a serem mais receosas com seu dinheiro e não comprarão mais nada.

Ou seja, tanto os negócios físicos quanto online irão sofrer neste momento.

O que fazer caso para reduzir os efeitos no meu negócio?

Como você já percebeu, goste ou não o seu negócio será afetado. Uma vez que isso já esteja claro para você não há motivos para perder mais tempo sem fazer nada.

Você precisa agir.

Todavia, cada uma das suas ações devem ser executadas de maneira estratégia e cirúrgica para reduzir ao máximo os efeitos desse surto do COVID-19.

Abaixo iremos te mostrar algumas ações básicas que você deve adotar para garantir a saúde do seu negócio nesse momento:

Adapte sua estratégia de vendas

Para começar, adapte completamente a sua estratégia de vendas. Fazer isso é muito importante para que você consiga sobreviver e continuar vendendo.

Aposte em canais de vendas que não exijam a presença do seu consumidor, ou em outras palavras, foque 100% no online.

Manter o seu negócio físico operando a todo vapor neste momento não é lucrativo, inteligente e muito menos responsável socialmente.

Também é possível cogitar a possibilidade de criar uma estrutura online completa neste momento. Usar a crise como oportunidade é uma das melhores saídas.

Diminua sua equipe o máximo possível e foque no trabalho remoto.

Você também deve diminuir ao máximo sua equipe caso seja necessário. Isso não quer dizer que você deve demitir as pessoas, mas sim tirá-las do seu local de trabalho.

Invista no trabalho remoto e mantenha sua organização funcionando mesmo que de maneira mínima.

Isso fará com que você consiga reduzir uma série de despesas ao mesmo tempo que pode continuar prospectando novos clientes e efetuando vendas, além de ajudar na prevenção quanto a proliferação do vírus.

Negocie os seus custos

Não continue pagando suas contas de maneira displicente neste momento. Não custa absolutamente nada conversar com seus fornecedores neste momento e tentar negociar pagamentos.

Fala também com o proprietário do local onde sua empresa está estabelecida e verifique a possibilidade de haver uma negociação do pagamento.

Quanto mais dinheiro conseguir manter em caixa neste momento melhor será para você.

O ideal é conseguir uma janela de tempo de 60 dias para realizar pagamentos. Isso não será possível em todos os casos, mas cabe a você conversar com essas pessoas e ver o que pode ser feito de modo que todos saiam beneficiados.

Converse com o seu gerente e tenha uma carta na manga caso seja necessário

Vá até o seu banco ou ligue para o seu gerente e veja quais são as possibilidades de conseguir um empréstimo nesse momento.

Essa é uma medida um pouco mais agressiva e você não precisa tomá-la agora. O ideal é apenas manter essa carta na manga.

Caso as coisas fiquem um pouco mais complicadas do que esperamos você poderá renovar o seu fluxo de caixa e manter tudo sobre controle.

Utilize o seu negócio de forma social neste momento. Todos devem se ajudar

Esqueça a ideia de ganhar dinheiro em meio ao caos. Não faça da doença uma oportunidade de lucrar em cima daqueles que estão sofrendo.

O que você precisa fazer agora é utilizar sua empresa como ferramenta social para ajudar as pessoas.

Divulgue boas informações na Internet, doe alimentos e faça tudo aquilo que estiver ao seu alcance e que não comprometa a sua organização.

Mais do que tudo, este é um momento onde todos devem se ajudar para que os efeitos dessa pandemia sejam diminuídos consideravelmente.

Conclusão

Novamente ressaltamos:

Não se assuste e não entre em pânico com tudo o que está acontecendo atualmente. Respeite as delimitações impostas pelos órgãos de saúde e zele pela saúde dos seus funcionários e pela sua família.

Mantenha-se informado e fique bem. Caso precise de atendimento, não hesite em procurar a unidade de saúde mais próxima. Evite os hospitais o máximo possível.

Recolham-se. Isolem-se. Não amanhã. HOJE! Assim tudo passará mais rápido…